AMARA

ASSOCIAÇÃO PELA DIGNIDADE NA VIDA E NA MORTE

Esta IPSS tem como objeto de ação a área da saúde. Constituída a 8 de outubro de 2003, propõe-se fazer um acompanhamento existencial de pessoas com doença crónica, avançada e progressiva e suas famílias, no domicílio, hospitais e outras instituições, através da formação e supervisão de voluntários e profissionais de saúde.


Ao longo dos anos a AMARA tem celebrado protocolos com várias instituições com o objetivo de oferecer um cuidar mais completo e humano a todos que enfrentam o fim da vida. A associação continua a desenvolver as suas formações a particulares e profissionais de saúde dentro e fora das instituições onde trabalham bem como a participar em fóruns públicos com intervenções destinadas a promover o seu trabalho e os cuidados paliativos e continuados. Mais recentemente, AMARA tem procurado concentrar os seus esforços no alargamento da sua rede de ESPAÇO voluntários e em encontrar formas de melhorar a qualidade de vida das pessoas e famílias que acompanham.


Os sócios do SNQTB que tenham interesse em frequentar as ações de formação da AMARA beneficiam de 15% de desconto no preço.


 

A AMARA – Associação pela Dignidade na Vida e na Morte é uma IPSS com fins de saúde.

A AMARA propõe-se fazer um acompanhamento existencial de pessoas com doença crónica, avançada e progressiva e suas famílias, no domicílio, hospitais e outras instituições, através da formação e supervisão de voluntários e profissionais de saúde.

A AMARA tem como objetivos a humanização dos cuidados e o próprio bem-estar do profissional, contribuir para que a doença, o envelhecimento e a morte sejam encarados como parte do processo natural que é a vida e contribuir para o desenvolvimento dos cuidados paliativos.

Pessoas com doença crónica, avançada e progressiva, e suas famílias, na região de Lisboa.

Basta contactar através do número 910 190 055 ou enviar um e-mail para o endereço apoio@amara.pt com um resumo da situação. Em resposta, a AMARA, logo que identifique um voluntário disponível, entra em contacto para dar início ao apoio ao doente e sua família.

Consiste em visitas semanais de cerca de 1 hora, durante as quais o voluntário, devidamente formado para o efeito, presta apoio existencial ao doente e sua família, oferece a sua presença, com disponibilidade para escutar, criando um clima de confiança para que o doente e/ou a família possam expressar as suas emoções, falar das suas dúvidas, medos e problemas, ou questionar o sentido do que lhes está a acontecer.

Este apoio é prestado gratuitamente ao domicílio e/ou em instituições que autorizem a presença dos voluntários da AMARA, como hospitais, lares, unidades de cuidados continuados e paliativos, etc.

Para candidatar-se ao programa de voluntariado, terá de frequentar a formação para voluntários da AMARA e após entrevista, os formadores decidem se a pessoa está apta ou não a ser voluntária. Além da formação inicial específica, os voluntários têm supervisão e formação contínua.

- Ter frequentado a formação básica para voluntários da AMARA; 
- Disponibilidade para participar em sessões regulares de supervisão; 
- Estar disponível para receber formação contínua; 
- Comprometer-se e responsabilizar-se pelo seu trabalho, mesmo que ele seja de curta duração; 
- Manter-se alinhado com a visão e os objetivos da AMARA.

Não. As formações da AMARA destinam-se a voluntários e profissionais de saúde, mas também a cuidadores informais e pessoas em geral que desejem frequentar as formações para autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

POLÍTICA DE COOKIES

O site do SNQTB utiliza cookies de modo a proporcionar-lhe a melhor experiência de navegação e aceder a todas as funcionalidades. Para aceitar a sua utilização, continue a navegação.